domingo, 6 de fevereiro de 2011

Kart In Jaguaré - Perigo!


Em foto do site, uniforme bonitinho. Chegando lá, deixam correr até de blusa de alcinha... Procurem no Youtube e verão outros corredores sem macacão

Minha irmã Dalila se machucou no Kart In Jaguaré São Paulo no dia 29/01/2011. É certo que acidentes acontecem, no entanto, lugares que se propõem a fornecer entretenimento que implique algum risco precisam oferecer a devida segurança.

Primeiro, a compra do passeio foi feita por um grupo de amigos que teria a pista reservada só para eles durante a corrida, o que deixou minha irmã segura, já que supunha que os amigos eram cuidadosos. No dia da corrida, não foi bem assim. Havia mais pessoas correndo. E foi justamente um estranho descuidado que bateu o carro nela. Minha irmã conta que a bandeira amarela estava sendo acionada devido a um outro acidente, por isso, conforme orientação, ela reduziu a velocidade do kart, só que o de trás não reduziu e foi por cima do carro dela.

Mas o mais grave fica por conta da falta de equipamento de segurança. Tudo o que foi oferecido para minha irmã comprar e/ou alugar ela adquiriu: capacete, balaclava, protetor de pescoço, luvas (finas). Mas não foi oferecido macacão, nem sequer indicado para que se usasse uma blusa de manga longa. Como a batida foi diretamente no braço esquerdo (com contato direto da roda do outro corredor no braço dela), este ficou bastante machucado, com luxações e ferimentos. Embora não tenha havido fratura, há possibilidade de ter havido comprometimento de ossos da mão, por isso, além de raio X, está sendo feito exame de tomografia. Os ferimentos foram profundos e houve necessidade de ponto, podendo ficar cicatrizes (para amenizar, minha irmã está em tratamento dermatológico). A mão não está com gesso para recuperação dos ferimentos, por isso, o médico optou pela tala ortopédica. Vale observar, ainda, que a luva oferecida foi de tipo bem fino, apenas para a mão não escorregar ao volante, sendo que uma luva mais grossa, de corrida mesmo, teria aliviado os danos na mão.

Dalila está afastada do trabalho por 15 dias, podendo necessitar se afastar por mais tempo pelo INSS. Os tratamentos de saúde estão sendo pagos particular.

E era para ser um divertimento... Afinal, as pessoas também têm direito de se divertir, desde que com segurança.
Após a batida, o Kart In Jaguaré não prestou assistência por falta de preparo. Segundo minha irmã, não havia sequer um kit de primeiros socorros no local. Imaginem se ocorresse um acidente mais grave e a pessoa precisasse sair imobilizada do carro...

Bem, minha irmã está se recuperando e, graças a Deus, não foi algo mais grave. Mas, para evitar que aconteçam problemas mais graves com outros, divulgo esse caso para que as pessoas pesquisem bem o lugar aonde vão, verifiquem as normas de segurança. E que o Kart In Jaguaré São Paulo (que não recomendamos para ninguém!) melhore seus serviços!

Uma semana depois, dores, marcas e tala ortopédica


17 comentários:

  1. Sofri um acidente no Kart in Jaguaré dois dias antes de sua irmã: tive o tornozelo quebrado e 90 dias sem trabalhar. Constatei a falta de estrutura do local.

    ResponderExcluir
  2. Olá, pena que você não deixou o contato... Poderia trocar uma ideia com minha irmã, que permanece com a mão em recuperação.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Érika, meu mail é: olpsv34@uol.com.br.
    O meu pé ainda está imobilizado e isso poderia ter sido evitado se o kart tivesse uma simples proteção em sua dianteira...
    Melhoras para sua irmã...

    ResponderExcluir
  4. melhoras para você também!
    Minha irmã vai começar a fazer fisioterapia agora...
    abraços!

    ResponderExcluir
  5. Primero pega nadaaaqaaaaa se sua irmasinhaa nerd se machuco descupa fala mas é pq n sabe corre corro todo sabado e domingo la nunca se machuquei e tambem nunca cheguei abaixo de 3se ela se machuco e pq n sabe corre!mas melhoras

    ResponderExcluir
  6. É torcer para que este anônimo, acima, seja bem melhor ao volante do que é na escrita.
    A propósito, minha irmã não bateu o carro, bateram nela. E houve falha no equipamento de segurança e na prestação de socorro.

    ResponderExcluir
  7. Sairei logo mais para correr exatamente no Kart In, triste o que aconteceu com sua irmã.
    Sempre ouvi falar bem da pista de lá, mas será minha primeira corrida na mesma, avaliarei se as coisas estão melhores e volto aqui pra ti dizer se algo mudou.
    Com relação aos equipamentos de segurança, você está certa, roupas que protejam o corpo todo podem fazer diferença, pena não terem oferecido o traje completo a sua irmã, e a falta de uma ambulância e equipe especializada no local também tem de ser notadas.

    Volto amanhã pra falar melhor (assim espero).

    ResponderExcluir
  8. Wagner, se Deus quiser amanhã você estará inteiro para me contar como foi sua corrida! A intenção do meu post era justamente essa, alertar as pessoas, afinal, todo mundo tem direito de se divertir com segurança. Sabemos que acidentes acontecem, mas os clientes do kart merecem uma orientação melhor sobre equipamentos e primeiros socorros, se necessário.
    Desejo uma ótima corrida! Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Érika, as coisas não estão tão diferentes do que foram um dia, acho que deixariam correr até sem luvas se a pessoa não perguntar.
    Como todos do grupo já correm há algum tempo, e corremos em grupo fechado, não tivemos problemas, pois todos se respeitam e evitam batidas e fechadas que possam causar acidentes.
    Já vi estruturas piores que a deles, mas isso não quer dizer que não possam melhorar o que já existe.
    Espero que sua irmã tenha mais sorte na próxima vez que correr de kart.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Wagner, obrigada pelo retorno, certamente uma contribuição para outros leitores do blog.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Eu fui um dos fundadores do KART IN JAGUARÉ, eu praticamente ajudei a montar o kartódromo em 1995, fui diretor de provas lá por 7 anos, sai em 2001!

    provavelmente o açidente aconteçeu pq vcs não fecharam a pista só com a turma de vcs, se eles encaixaram mais pilotos na bateria é pq vcs não fecharam com 10 ou mais, ai se vcs não pagarem para a pista ser só de vcs, eles encaixam piloto de fora mesmo, e é ai que aconteçe esse tipo de coisa! os caras estão lá com a adrenalina a mil por hora, não respeitam os retardatários, bandeiras nada!! é complicado..o diretor de provas e os fiscais de pista tem que ficar atentos nos 30 minutos corridos, coloquei muitos pra fora nesse tipo de bateria misturada, as vezes até saia briga nos box entre pilotos, de um tirar o outro da corrida etc.

    equipamentos obrigatório são:

    -sapato fechado
    -cabelo preso com balaclava e protetor cervical. para mulheres e crianças.
    -saia, vestido e camisa regata e de alçinha(proibido). nesses caso o piloto é obrigado a locar um macacão!

    luva é opcional! usa quem quer!

    pelo que eu sei, não pode ter ambulatório médico dentro do kartódromo, se tiver tem que contratar um médico de plantão, nesses casos o que a maioria dos kartódromos fazem e chamar o resgate quando o açidente for grave!! ou contratar uma ambulancia e deixar no local, mas isso é muito $$$$$$$$$, eles preferem ligar 911 mesmo!

    o kart in jaguaré e a maior pista de kart indoor do mundo!! fechada não tem igual!! o segredo de uma corrida segura, esta dentro da sala de briefing! as instruções de segurança tem que serem seguidas a risca, se o diretor de provas for fraco e sem autoridade, ele perde a moral ali mesmo!! ai os caras fazem o que quer na pista! ele tem que olhar tudo, item por item de cada piloto, antes de os mesmo sentarem no cockpit do kart!


    fica a dica!

    infeslimente aconteçe esse tipo de açidente as vezes!!

    boa sorte!

    ResponderExcluir
  12. Obrigada, anônimo (pena que não deixou seu nome...). Suas informações são importantes.
    Em tese, o grupo de minha irmã havia fechado a pista entre amigos, mas não sei ao certo o que ocorreu em relação a esse item.
    abçs.

    ResponderExcluir
  13. Kart in jaguaré é legal, mas é impossível voltar sem hematomas. Estou com o corpo inteiro machucado, principalmente o joelho e as costas.

    ResponderExcluir
  14. Poxa, mais alguém que se machuca...
    Mais de um ano depois do acidente, minha irmã precisou imobilizar o braço por mais um período. Está em tratamento.

    ResponderExcluir
  15. ola o macacao e opcional mas se quiser tem que pagar, sempre corro sem e nunca me aconteceu nada(sempre corro com pessoas que nao conheco e isso e vdd eles n respeitam por exemplo qdo vc vai passar eles te fecham por qrer e mtas vezes vc acaba batendo)

    ResponderExcluir
  16. Acabei de ler que o Kart In Jaguaré fechou. Apesar da diversão, todos sabiam dos riscos ao correr lá (corri 3 vezes lá e graças a Deus nunca me machuquei). A estrutura estava precária. Em uma das vezes, eles avisaram que nem ambulância tinha. Ou seja, era por conta e risco do usuário.

    Fechar o local foi até bom, pois como eu disse as condições eram péssimas. Se houvesse alguma melhora, com certeza não teriam encerrado as atividades.

    Abraços,
    Renan

    ResponderExcluir
  17. Renan, obrigada pela informação. Abraços.

    ResponderExcluir