terça-feira, 31 de julho de 2012

Por onde começar


O planejamento

Tenho amigos muito mais viajados do que eu. Com dicas deles, muita leitura e “intuição pessoal”, consegui organizar a minha viagem de forma muito satisfatória. Assim, registro alguns passos importantes para tornar realidade os sonhos das almas viajantes.

Cada viajante terá um OBJETIVO distinto. As viagens de jovens mochileiros são experiências incríveis! No meu caso, como realizei o sonho “um pouquinho mais tarde”, meu foco era uma viagem de casal, com algumas comodidades.

Também os INTERESSES PESSOAIS vão inspirar os destinos. O meu é arte/cultura/história + natureza + uma dose de gastronomia. O interesse é menor por baladas e compras e nenhum por revendas, mas gosto de trazer souvenirs. Destino perfeito: Europa!  Feita a escolha, a organização.
Antes de qualquer passo, faça o seu passaporte se ainda não tiver!!! Mesmo que a viagem ainda seja só um sonho, que esteja juntando verba, é importante antecipar-se, já que pode acontecer de o documento não ficar pronto tão rápido. Você nunca sabe quando pode pintar uma oportunidade.

Sugestão para um planejamento “independente” em 5 itens



(com cerca de 5 a 4 meses de antecedência)
1. Comece pela ESCOLHA DA COMPANHIA AÉREA e do roteiro de países a visitar (uma dica é combinar esses dois fatores: para onde tem voo direto do Brasil? É um bom lugar para começar e/ou concluir o roteiro).
A COMPRA DAS PASSAGENS AÉREAS é um bom ponto de partida. Com as datas de ida e volta definidas, você organiza tranquilamente o seu roteiro.

Veja AQUI como foi a minha escolha da Companhia Aérea

2. RESERVE HOTÉIS. O que me ajudou muito: pesquisar pelo booking.com + dicas de amigos e em especial da minha irmã, que viajou um ano antes.
Os hotéis com melhor relação custo/benefício exigem reserva com bastante antecedência.
Pronto. Você tem o principal. Sua viagem já começou.

Veja AQUI as 5 COISAS DE QUE NÃO ABRI MÃO NA ESCOLHA DOS HOTÉIS

3. Irá de um país a outro? Sugiro TREM, experiência confortável e tranquila. Os bilhetes de trem podem ser comprados pela internet com três meses de antecedência. Farei um post sobre isso.

4. Faça um CHECK LIST das outras providências básicas a serem tomadas:
- passaporte em dia, válido por pelo menos 6 meses?
- seguro de viagem (fiz o da Isis através da agência STB). Para Europa, o seguro deve atender a exigências do Tratado de Schengen.
- cartão bancário em moeda estrangeira (o American Express Travel foi super bem aceito!)
- compra de ingressos antecipados pela internet

5. O mais importante, abra seu CORAÇÃO e deixe os olhinhos brilharem em cada descoberta, desde os preparativos até o pós-viagem, hora de selecionar fotos para os álbuns, organizar suas memórias.

TOQUE ESPECIAL: como vão os idiomas? Sou estudante de francês e fiz um curso para “desenferrujar” com o professor Jean-Viktor. Queria ter feito o mesmo com o inglês, mas não houve tempo. Resgatei o inglês que eu tinha e, no fim da viagem, é de lamentar que você não vai continuar convivendo com o idioma, pois passa a entender quase tudo. AMO-AMO-AMO línguas estrangeiras. Queria tempo de me dedicar muito mais e adquirir mais “refinamento”. Na medida do possível, o importante é se comunicar.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Antes de tudo isso, você já começou a sua viagem, preparando-se financeira e emocionalmente, tomando providências como organizar as suas férias, deixar o trabalho em ordem etc.
Como opção, poderá fechar um pacote com uma agência (fiz isso para Buenos Aires e foi ótimo). No caso específico dessa viagem para a Europa, eu queria fazer do meu jeito, ter as minhas descobertas, não me prender a roteiros “de outros”. No entanto, há ocasiões e momentos em que a comodidade de um agente de viagens pode vir a calhar (desconfio que eu gostaria de trabalhar como agente, rsrs).
Se minhas dicas ajudarem você a viajar, escreva me contando, ficarei feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário