sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Vamos para Londres?!!


ANTES, ALGUMAS DICAS GERAIS

TRANSPORTE: desembarcamos pelo Heathrow e de lá mesmo pegamos o metrô para nosso hotel. O metrô é bom para começar a sentir o espírito da cidade! Compramos o cartão Oyster, que aplica tarifas mais baratas do que se você comprar bilhetes avulsos. O Oyster tem um funcionamento engraçadinho. Se você sai do “seu distrito”, no dia seguinte ele não deixa você usá-lo de novo enquanto não recarrega um valor complementar. Mas isso só acontece quando o destino é mais distante. No mais, o Oyster deixa você rodar tranquilamente e compensa muito.
Atenção! O Oyster semanal vale mesmo a pena quando a viagem começa numa segunda-feira, o que era o nosso caso. Se o início for a partir de uma quarta, repensar! Nosso Oyster custou 35 libras por pessoa e solicitou ao todo cerca de 5 libras de recarga. Poderia devolvê-lo no último dia e reembolsar as 5 libras do plástico, mas fiquei com ele de souvenir (o meu é edição limitada das Olimpíadas!).
Ainda sobre o metrô de Londres, diferente de São Paulo, passam linhas distintas no mesmo trilho, para o mesmo lado, então precisa de bastante atenção. Nós só erramos uma vez e aí aprendemos essa peculiaridade. Eu adorei o Oyster e recomendo!


RESERVAS ANTES DA VIAGEM

Pesquisar HOTEL/LOCALIZAÇÃO: gostei muito da região em que ficamos, era perto de muitas coisas e fácil para ir a qualquer lado. Perto da estação Earls Court. Recomendo a região.
Hotel Garden View: boa relação custo-benefício, com café da manhã continental, pessoal solícito. (Ressalva: cama desconfortável. Numa próxima, penso em pesquisar outro hotel na mesma região).
IMPORTANTÍSSIMO: a localização é fundamental, pois é a partir dela que você vai montar os seus roteiros.

Providência antes da viagem: reservar a Casa de Chá Fortnum & Mason pelo SITE
Veja fotos da Casa de Chá no post abaixo.

London Pass: cartão de acesso a museus e atrações. Optei por NÃO utilizar, por dois motivos: 1. Londres tem muitos museus gratuitos. 2. O passe vale apenas por 3 dias e fica difícil ter tempo de aproveitá-lo bem.

INTERNET: além da disponibilidade em hotéis, Londres tem oportunidades bacanas de uso gratuito da internet. Uma delas é a rede The Cloud, disponível em vários lugares (acessar via browser e fazer um cadastro gratuito).  

No próximo post, o meu roteirinho em Londres para inspirar os futuros.

Um comentário:

  1. Oi Érika, tudo bem?
    Parabéns pelo blog! Com certeza será um dos nossos guias pelo Velho Mundo!
    Cheers!
    Carol e Gustavo

    ResponderExcluir