quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Nordeste brasileiro: Natal


Do Nordeste Brasileiro, conheço apenas Natal e uma boa parte do litoral potiguar. Recomendação de amigos que conhecem outros locais e elegeram a capital do Rio Grande do Norte como uma das mais belas.

Foi uma das viagens mais incríveis da minha vida, em janeiro de 2012. Foi uma bênção que a vida tenha me permitido conhecer um pouquinho mais do Brasil antes de realizar o grande sonho de ir a Europa, sobre o qual já contei aqui no Liquimix.

Viajei com pacote CVC, um jeito prático para quem planejou de última hora, voando Tam. Em Natal, acabei optanto por excursões com a própria agência (no caso, CVC Potiguar) e foi tudo bem legal.

Aí vão as indicações do que eu conheci.

Passeios bacanas de Natal


Fortaleza dos Reis Magos:


 Em Pirangi, o maior cajueiro do mundo! (é como se fossem várias árvores, mas é uma só)



Praia Pipa e Cacimbinhas:


 Suco naturalíssimo da Barraca do Jegue: RECOMENDADO!!!


Dunas de Genipabu (Passeio de bugue com muita EMOÇÃO)
Foi nessa viagem que esses óculos se regaçaram total (de areia?). Delícia é VIVER!!!



As paisagens são inesquecíveis!!! 

Barra do Cunhaú / Rio Curimataú / Praia da Restinga
 



Um guia que vira Pai do Mangue. Não é o máximo?

Baía Formosa / Mata da Estrela / Lagoa Coca-Cola


Taí por que se chama coca-cola. A água é tão morninha que não dá vontade de sair de dentro. Só você entrando mesmo pra saber, viu?!



A sós nesta praia deserta...


 * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *
- City Tour = é muito legal porque você conhece o forte, o cajueiro... O cajueiro é lindo de viver! Dá vontade de ficar mais na praia de Pirangi.
- Praia da Pipa = A Praia da Pipa em si não é tão bonita (lotada), mas o passeio vale muito a pena. Você também conhece a Praia Cacimbinhas (faça a caminhada!) e Praia do Amor (complexo Pipa)
- Passeio de bugue nas dunas de Genipabu = sugiro fazer com o bugueiro indicado pela agência, que é sempre credenciado, foi super organizado e com emoção na medida!
- Barra do Cunhaú = muito legal, você vai a uma praia tranquila, emoldurada por coqueiros. Vale a pena fazer o passeio de barco pelo Rio Curimataú para conhecer a Praia da Restinga, uma praia deserta encantadora para ficar um pouquinho, rs... (para ficar mais tempo, prefiro a Ponta Negra, urbanizada).
- Baía Formosa = eu diria que foi o passeio mais perfeito, mais inesquecível. Vale MUITO a pena fazer o passeio de bugue opcional, pois só assim você conhecerá a Mata da Estrela e a indescritível Lagoa Coca-Cola. Esse passeio chega na divisa com PB. Eu só não quis fazer a parte da canoa.
- Claro, é interessante reservar ao menos um dia para ficar na Praia Ponta Negra!

         Vista da sacada de nosso hotel em Ponta Negra: praia e Morro do Careca

Não fiz, mas sugiro:
- Maracajaú = sou medrosa para mergulho, mas dizem que é muito bonito. E seguro. Nesse passeio, eu escolheria o mergulho, pois também tem a opção de ir a um parque aquático que é igual aos de nosso estado, como o Blue Tree, de Lins (SP).
- João Pessoa = se ficar mais dias em Natal, tem a opção de fazer um passeio para a capital da Paraíba. Vale a pena para conhecer uma outra capital e terminar o dia com o pôr do sol e o "Bolero de Ravel". É mais cansativo, pois passará mais tempo dentro do ônibus, por isso optei por não fazer. Mas ainda sonho com esse Bolero de Ravel. Minha irmã viu e amou!

ARTESANATO:

- Você vai encontrar muitos por lá, mas o que eu achei mais legal foi o Cia. Brasil, que é uma loja grande, com tudo. Eles têm um serviço de transfer.
Cia. Brasil - Casa de incentivo ao Artesão (toda decorada com Lampião e Maria Bonita)
Para pedir o transfer: (84) 3642-2982 (fica em Ponta Negra)

- Ao lado do Shopping mais próximo à Ponta Negra (que não tem quase nada diferente, mas vale para dar uma volta se tiver um fim de tarde "à toa"), tem um shopping grande de artesanato também.

- Bonecas de cerâmica são encontradas por todo lado. Mas, se achar algo diferente e gostar, vale a pena comprar, talvez não veja igual de novo. Comprei uma escultura bem bacana numa das praias do passeio de bugue; e uns quadrinhos de azulejo que também só achei num dos pontos de parada do passeio de bugue.

- É possível encontrar chapéus lindos por R$ 10,00 nas praias. (isso em janeiro de 2012, ok?)

          Ex(r)ótico!

RESTAURANTES:
- Há restaurantes muito legais no calçadão de Ponta Negra. O que eu mais AMEI-AMEI-AMEI foi o "Rio". Fui três vezes lá, a comida é boa, o atendimento é bom, a decoração é graciosa. Também gostei do "Bangalô Paulista".
         Rio, o meu preferido em Natal.

          Comidinha do Sertão.

- Farofa D'Água. É mais turístico, tem uma van que vai buscar se você quiser (quando eu pedi o serviço, demorou pra chegar). Você corre o risco de esperar para ter mesa, mas a comida é boa.
- Camarões. Não fui nesse restaurante, mas o pessoal comenta que é o "melhor" da cidade, o mais típico. Eles não têm serviço de transfer porque os donos dizem que é "um restaurante para o natalense", mas é claro que vão turistas.
- Tem uma rua na Ponta Negra (fica perto do hotel em que fiquei, o Ponta do Sol), onde fica o TAVERNA PUB. Ele é uma graça por fora! Fui para conhecer, mas fiquei pouco, porque ele começa a funcionar tarde.
Na mesma região do Pub, tem outros barzinhos e uma pizzaria que disseram que é ótima (Cipó Brasil). Não fui porque estava enjoada de pizza (é tanta pizzada de fim de ano, rsrs). É tentadora: http://www.cipobrasil.com.br
Rua do Taverna Pub = Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500 (conhecida lá como "Rua do Salsa"). Tel (84) 3236-3696.

                                                                     Taverna Pub


Curiosidade: junto ao Taverna Pub, funciona um hostel em estilo medieval, que você pode conhecer durante o dia. (achei a cara de um amigo, o Danilo Bressan!)
- Ah, vá na "Tapiocaria" de Ponta Negra, barraca pequena, junto de um mercadinho.
- Algo que não tive tempo de ver, mas deve ser bem legal, é um parque municipal que fica perto da UFRN.

ATENÇÃO!
O litoral potiguar é iluminado por um lindo sol, mas tem uma brisa refrescante deliciosa, que não deixa você derreter. Só não se engane: use filtro solar. (O Guia Almeida avisa: você pode pegar uma ensolação e ser confundido com um camarão pelo Pai do Mangue!). Avisei.



Foi triste despedir-me desse lugar, viu?! Uma das melhores semanas de minha vida...


Escrevi essas dicas para uma amiga que também ia a Natal e transformei aqui em post. Sempre lembrando que cada viajante descobrirá seu cantinho especial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário