terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Belém - encanto de Lisboa

Se tivesse apenas um dia para estar em Lisboa, valeria a pena passar em Belém! Claro que há, além, o charme do comércio da Baixa, o arco da Rua Augusta, as Ruínas do Carmo bem pertinho do Elevador de Santa Justa. Claro que tem os castelos das imediações. Mas, digo, se tiver apenas um dia... Belém é tão especial!

Em território europeu, adeus carro, o transporte público é excelente! Para ir a Belém, pegue o metrô até Cais do Sodré e, de lá, o elétrico 15. (*)

Se pudesse entrar em apenas uma construção histórica portuguesa, não me arrependeria que fosse o Mosteiro dos Jerônimos. Fato: é bem batidão nos guias turísticos, mas não é para menos. A arquitetura e a história desse lugar são realmente impressionantes.




Se começar o passeio pelo Mosteiro dos Jerônimos, vale, depois da visita interna, caminhar pelo imenso jardim que fica logo a sua frente. Há uma passagem subterrânea que cruza a linha de trem e leva ao Tejo. Daí, pode-se caminhar até a Torre de Belém, passando pelo Padrão dos Descobrimentos, monumento construído em homenagem às grandes navegações. (obs. o Mosteiro vende um bilhete combinado com a Torre de Belém, atualmente custa 10 euros).

Se a fome não demandar um almoço tradicional, pipoque um salgado na Padaria de Belém e, de sobremesa, arremate uns 3 ou 5 dos famosos pastéis, rsrs

        Pastelzinho de Belém saído do fornoooooooo da Padaria de Belém!!!



Na região, ainda há muitos museus a conhecer (me disseram que são onze no total!), como o da marinha e o interessantíssimo Museu dos Coches, onde ficam antigos carros da realeza, como o de Carlota Joaquina.



Ah, eu disse que só por Belém já vale ir a Lisboa... Mas ainda tem a Rua Augusta, o Oceanário, o Museu dos Azulejos... Lugares lindos e poéticos!

Mesmo havendo tanto para ver, inevitável querer retornar a Belém, dar uma última espiada em tudo (sem entrar nos museus) e olhar o Tejo, que parece ainda mais especial daquela região.

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =
(*) Transporte público em Lisboa
Em tempo: há um bilhete vantajoso que dá direito a usar ônibus e metrô à vontade durante 24 horas, atualmente custa 6 euros. É bem prático, o porém é só quando dá problema em alguma catraca e você não encontra um funcionário a quem recorrer - quase tudo é feito por máquina.
Ao chegar do aeroporto, com malas, optamos por comprar rapidamente um bilhete unitário na máquina, pois ainda não havia guichês abertos. Ter moedas facilita, ou pelo menos uma nota menor que 10 euros. Mesmo nos horários em que há guichês, a fila costuma ser grande e lenta.
Nos ônibus, se estiver com o bilhete diário, é necessário sempre validar nas catracas eletrônicas (ou pode pagar multa em caso de fiscalização).

Nenhum comentário:

Postar um comentário