domingo, 5 de outubro de 2014

Galerias de arte de Florença

Diz-se que Florença é o berço das artes e abriga 40% de todo o legado artístico italiano.
Há muitas opções para os amantes da pintura, escultura, arquitetura. Ainda no Brasil, adquirimos ingressos para duas das principais atrações: a Galleria degli Uffizi e a Galleria dell'Accademia.

Nos dois casos, é possível reservar ingressos (com data e horário pré-definidos) pelo site.
Então, em vez de pegar a fila quilométrica da entrada geral, troca-se o voucher da Internet em um escritório e, em seguida, pega-se uma fila preferencial. Devo avisar que, com o número cada vez maior de pessoas que adquirem o ingresso com antecedência, a fila não chega a ser a "milésima maravilha", mas ainda permite economizar algum tempo.

De qualquer forma, a visita a essas duas galerias vale muito, muito a pena!!!

Optamos por conhecer a primeira na terça-feira, nosso segundo dia em Florença, e a outra na quinta-feira.

Galleria degli Uffizi

O Nascimento de Vênus, de Botticelli
Tela grande, que chama atenção

A Primavera, mais uma "telona" de Botticelli

Na ala romana, um busto de Zeus

Vênus di Urbino, de Tiziano Vecellio

A famosa (e pequena) testa di Medusa, de Caravaggio, também está nesta galeria, envolta por uma proteção de vidro.

Galleria del'Accademia
Já esta galeria tem como principal atração o David de Michelangelo, arrasando por todos os ângulos com seu corpitcho literalmente escultural.

David recebe as principais atenções dos visitantes

Entre outros espaços, há uma ala branca, tão branca, repleta de esculturas brancas, que me pareceu tão fúnebre. Fotografei muita coisa, mas não me empolguei.

No dia em que visitamos esta galeria, havia uma exposição bem interessante sobre instrumentos musicais.

Instrumentos diferenciados entre pianos e violinos. Um pouco da história da musicalidade.

* * *
Texto: Érika de Moraes
Fotos: arquivo pessoal de Érika & Ronaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário