quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Bibi menina



A Bibi (ou Bárbara Fadinha), filha da amiga Mara e minha sobrinha de coração, adora ler de tudo: livros, com ou sem figuras, gibis, especialmente os da Mônica. Mal aprendeu a ler, devorava as historinhas do Maurício de Souza (com o mesmo sabor das que alegraram minha infância). Agora que está com 8 aninhos, então, ninguém segura! Livraria é a segunda loja preferida dela, só perdendo - páreo pesado! - para a Ri Happy.

Eis uma canção que eu fiz para ela há alguns meses, contando uma história engraçada (nem tanto para o braço arranhado da mamãe dela) que aconteceu mais ou menos em fevereiro deste ano.

Para cantar, siga a melodia de "Menina das Duas Tranças"* de Chico Buarque (um dos cantores preferidos da Bibi, ao lado de Marisa Monte). Só o refrão que é meio diferente, meio sambinha.

(* Sempre achei "Menina das Duas Tranças" uma melodia de criança com letra de adulto. Então, com todo respeito ao talentoso Chico, empresto a melodia para uma letrinha infantil)

Bibi menina

Eu conheço uma menina
Que é muito sapeca
Ela esqueceu a porta
A porta do quarto aberta

E então sua gatinha
Entrou no quarto dela
E foi a maior bagunça
Porque a gata também é sapeca

Essa história é de Bibi, Bibi menina
Essa história é de Bibi, Bibi menina

Então Bibi aprendeu
Que tem que fechar a porta
Pois naquele dia maluco
A gata arranhou a mamãe dela

Bibi é muito inteligente
Desde pequenininha
Lê um monte de gibi
Mas também é sapequinha

Esse som é de Bibi, Bibi menina
Esse som é de Bibi, Bibi menina

By Érika

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Surpresas meigas deste Natal

Em imagens, para descansar um pouco das palavras


De amiga(o)s.


Da amiga com talentos manuais.


Do amigo cuja mamãe tem o talento.


Do amore, montão de coisas. A moringa, o roupão macio, o chocolate do Mickey (e paixão de montão, é claro)


"Flor delicada e inspiração na natureza. Pura poesia para a água mais refrescante."


Da irmã. Uma modinha bem Chanel e o porta-joias modernoso que eu queria há um tempão, rss...


O suporte de vinho foi da mamãe. O vinho, lembrança de colega do Ronaldo.


Da mamy do amore.


De mim mesma, why not?


Mais comprinhas. By Submarino.


De criança, com muito carinho.

PS: vou ganhar umas espinhas e gordurinhas com tantos chocolates, mas depois eu caso de novo (com o mesmo marido) e passa!