sexta-feira, 12 de março de 2010

Pelo ar que respiramos!


Morador observa fogo e fumaça em terreno atrás do prédio em que reside, região norte de Bauru

Não dá mais para ser passivo diante disso. Todos os dias, focos de incêndio em terrenos deixam o ar da cidade irrespirável, além do perigo de incêndio em residências próximas. A prefeitura precisa fiscalizar, multar. A população precisa se conscientizar, pois muitos destes incêndios são causados por cidadãos que também precisam de ar para respirar - mas não têm plena consciência disso. Só quero isso: AR para ter saúde. O resto eu batalho e conquisto com minhas próprias forças.

Tendo a cidade um prefeito jovial e ecologista em sua essência, espero que a Internet seja um canal para ouvir a população, comunicar-se com ela e atendê-la. Aliás, defendi o prefeito outro dia mesmo em meu twitter por ser criticado por usar o twitter. Tecnologia é ótimo. Ação mais ainda!

Segue cópia de mensagem que deixei no Orkut do prefeito Rodrigo Agostinho.
Escrevi no calor da emoção, mas quem disse que as emoções não são legítimas?

Prefeito Rodrigo, por favor! Resgate seu lado ecologista e ajude a combater o problema das queimadas em terrenos em Bauru. A prefeitura precisa cobrar, fiscalizar, multar, conscientizar. O direito coletivo de respirar ar razoavelmente puro está acima do capricho individual de quem usa essa maneira cômoda de descartar o lixo. Trata-se de algo verdadeiramente sério, que precisa estar no alto das listas de prioridades. Grata pela atenção a esta cidadã bauruense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário